IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2021-05-17T14:30:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Não faltou emoção

Em disputa acirrada, Aegea e Iguá Saneamento saem vitoriosas em leilão da Cedae

O certame, que quase não aconteceu graças a um decreto de suspensão aprovado pela Alerj, foi dividido em quatro blocos e apenas um não recebeu propostas

30 de abril de 2021
16:33 - atualizado às 14:30
CEDAE
Imagem: Divulgação

Os consórcios Aegea e a Iguá Saneamento saíram vencedores do leilão de concessão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), considerado o maior projeto de infraestrutura do país, que ocorreu nesta sexta-feira (30), na B3.

A licitação, que quase não aconteceu graças a um decreto de suspensão aprovado pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na véspera, foi dividida em quatro blocos, dos quais apenas um não recebeu propostas, outros dois ficaram com Aegea e o último foi para a Iguá Saneamento.

A concessão é um marco para o saneamento brasileiro e exigirá investimentos de R$ 30 bilhões durante os 35 anos de contrato.

Boa parte desse volume, cerca de R$ 25 bilhões, terá de ser aplicada na universalização dos serviços nos primeiros 12 anos de concessão, e R$ 12 bilhões nos primeiros cinco anos.

Disputas acirradas

O consórcio Aegea, formado por Equipar, GIC (fundo soberano de Cingapura) e Itaúsa, arrematou o primeiro bloco, que compreende a zona sul da capital e mais 18 municípios cariocas, por R$ $ 8,2 bilhões, com ágio de 103,13%.

A Iguá Saneamento havia dado o maior lance entre as propostas fechadas em envelope, mas foi superada durante a disputa viva-voz. A empresa acabou levando o bloco 2, com Barra da Tijuca, Jacarepaguá e mais dois municípios, por R$ 7,2 bilhões e ágio de 129,68%.

Já o bloco três ficou sem propostas após a retirada da Aegea, que focou no embate com o Consórcio Redentor pela quarta fatia da licitação - que engloba o centro e zona norte do Rio de Janeiro mais oito municípios - e levou o certame por R$ 7,2 bilhões, com ágio de 187,75%, após uma longa troca de lances. 

"Estudamos todos os blocos para avaliar o que mais interessava para a empresa", afirma o vice-presidente da Aegea, Rogério Tavares. Segundo ele, seguramente, hoje a Cedae é o maior ativo à venda no País e, por isso, chama mais atenção.

Promessas à população

"A média anual de investimento nos próximos dez anos é 12 vezes maior que o volume anual investido pela Cedae nos últimos dez anos", diz o chefe do Departamento de Desestatização e Estruturação de Projetos do BNDES, Guilherme Albuquerque.

Na avaliação dele, este é o maior projeto da atualidade no País. Cerca de 65% do elevado volume de investimentos precisa ser pago até a assinatura do contrato.

No total, os investimentos vão universalizar os serviços de água e esgoto para 12,8 milhões de pessoas - esse número representa mais de um terço do total de clientes atendidos atualmente pela iniciativa privada, que detém apenas 6% de participação no setor.

Venda simbólica

"Esse leilão é simbólico não só porque é o maior do País, mas pelos desafios ambientais gigantescos", afirma o presidente do Instituto Trata Brasil, Edison Carlos. Ele lembra que a população do Rio está há mais de dois anos bebendo água com geosmina (que provoca cheiro na água), causado, segundo o executivo, pela contaminação dos rios e das lagoas pelo esgoto.

"A estação de tratamento do Guandu (considerada a maior estação de tratamento de água do mundo) não consegue mais tratar as águas dos rios. É uma situação dramática, com a população pobre tendo de comprar água para beber", diz Carlos.

Além disso, segundo ele, muitos governadores estão de olho no certame para decidir como fazer suas licitações. O leilão da Cedae será como um modelo a ser seguido. Seu sucesso pode incentivar outros administradores a adotar a mesma fórmula para universalizar os serviços de água e esgoto, que tem data para ocorrer: 2033.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

DE OLHO NAS REDES

Saque-aniversário do FGTS deve estar com os dias contados: descubra até quando você pode sacar o dinheiro

31 de janeiro de 2023 - 16:04

O governo Lula quer acabar com o saque-aniversário do FGTS e o tempo para resgatar esse benefício pode estar acabando. Os repórteres do seu Dinheiro revelam quando o benefício deve acabar e discutem as implicações disso em um vídeo disponível no nosso canal do YouTube. Confira a seguir: 

Carteira assinada

Caged: mercado de trabalho desacelera, mas ainda fecha 2022 com saldo líquido de mais de 2 milhões de novos postos

31 de janeiro de 2023 - 16:01

O Caged mostrou o fechamento líquido de mais de 400 mil vagas em dezembro. Ainda assim, o saldo em 2022 foi positivo

A TENDÊNCIA É ROXO

Goldman Sachs eleva ação do Inter para compra, mas ainda prefere o Nubank; saiba por quê

31 de janeiro de 2023 - 14:31

O banco norte-americano estabeleceu o preço-alvo de US$ 4,20 para os papéis INTR negociados em Nova York, o que implica em um potencial de valorização de 70%; e de US$ 9,00 para o NU, o que representa alta de 105%

Novo governo

Abilio Diniz pede segurança política no Brasil e “nada de revanchismo”

31 de janeiro de 2023 - 13:39

Em evento do Credit Suisse, Abilio Diniz dividiu painel com Rubens Menin, dono da CNN Brasil e do Banco Inter

NOVAS APOSTAS

Em evento, CEO da Cosan (CSAN3) reforça a aposta da companhia em negócios de transição energética

31 de janeiro de 2023 - 13:35

Luis Henrique Guimarães, CEO da Cosan (CSAN3), ainda cobrou mudanças no licenciamento e liberação de projetos de exploração no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies